quinta-feira, 3 de maio de 2012

Eu sentia profunda falta de alguma coisa que não sabia o que era. Sabia só que doía, doía. Sem remédio.

Caio Fernando Abreu

0 comentários:

♥

Visualizações

Instagram

Google+

+ vistas

Seguidores

Arquivo do blog

Translate